«Se não correr bem, acaba num semáforo»: Movistar e Burgos pedem desculpa por comentário sobre Yamal

11 abr, 10:42
Lamine Yamal (Lusa)

Antigo treinador-adjunto de Diego Simeone no Atlético de Madrid fez afirmação polémica durante o aquecimento do jogo entre o PSG e o Barcelona, no fim ninguém dos dois clubes falou ao canal de televisão

A Movistar Plus+, canal de televisão espanhol, emitiu um comunicado a pedir desculpa pelo comentário polémico de Mono Burgos, antigo treinador-adjunto de Diego Simeone no Atlético de Madrid, que durante o aquecimento do jogo entre o PSG e o Barcelona afirmou «Se [a carreira de futebolista] não correr bem, [Yamal] acaba num semáforo», enquanto o jogador dos catalães dava toques com a bola.

«Devido aos comentários infelizes feitos por um dos colaboradores da Movistar Plus+ na antevisão do jogo da UEFA Champions League entre PSG-FC Barcelona sobre o jogador do Barça Lamine Yamal, a plataforma pede desculpas publicamente», escreveu na plataforma em comunicado.

Também o agora treinador, de 54 anos, lamentou o sucedido.

«Foi um comentário sem tentar magoar ninguém. Se alguém se sentiu ofendido peço desculpas publicamente. Nestes tempos temos de nos adaptar a tudo e é nisso que estamos», afirmou o antigo guarda-redes.

A Movistar Plus+ condenou qualquer tipo de discriminação e anunciou que não vai permitir este tipo de comentários de nenhum dos trabalhadores ou colaboradores vínculos à plataforma, que foi impedida de entrevistar qualquer dos jogadores das duas equipas pelos próprios clubes.

De recordar que o Barcelona derrotou o PSG por 3-2, na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, em Paris, e vai assim em vantagem para o encontro da segunda mão, que está marcado para o próximo dia 16, às 20h00.

O comentário de Mono Burgos:

Relacionados

Patrocinados