Dow Jones afunda mais de mil pontos. Mercados com uma das piores quedas desde março de 2020

24 jan, 19:05
Wall Street

Os investidores temem uma subida precoce das taxas de juros e um possível conflito entre os EUA e a Rússia na Ucrânia

O índice industrial Dow Jones chegou a estar a perder 3,1%, mais de mil pontos, esta segunda-feira, com os mercados a reagir negativamente a uma futura subida das taxas de juros por parte da Reserva Federal norte-americana, de forma a combater a subida da inflação no país, que se revelou mais persistente do que o inicialmente julgado por Jerome Powell. Foi a maior queda percentual semanal deste índice desde outubro de 2020.

No mesmo sentido está o S&P500, que caiu mais de 3,1%% para os 4.266 pontos, a maior queda percentual desde março de 2020. Já o índice tecnológico Nasdaq chegou a desvalorizar 1,74% para 13.529,78 pontos.

O mercado das criptomoedas não está com melhor sorte, com os ativos digitais a “encolherem” 308 mil milhões de euros durante o fim de semana. A principal criptomoeda, a Bitcoin, está a ter um desempenho positivo esta segunda-feira, a subir 3%. Atualmente, o criptoativo está avaliado em 31.734 euros, muito abaixo dos 57.352 euros registados em novembro.

Os investidores temem que a Reserva Federal, que tem uma reunião marcada para esta semana, suba as taxas de juro de forma mais cedo do que o esperado, de forma a conter a subida da inflação. Wall Street acredita que o presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, possa antecipar a subida para março, embora a dimensão do aumento das taxas seja ainda incerta.

A empurrar o mercado para baixo está também a possibilidade crescente de um conflito entre Estados Unidos e Rússia na Ucrânia, numa altura em que a Marinha russa iniciou, esta segunda-feira, exercícios em grande escala no Mar Báltico. A Rússia nega estar a considerar uma invasão da Ucrânia e defende o seu direito de realizar manobras no seu território, rejeitando que os exercícios militares representem uma escalada na fronteira com o país vizinho.

As 19 cotadas que integram o PSI20 ficaram todas no vermelho e o BCP liderou as descidas com uma queda de 6,60% para 0,15 euros. No resto da Europa, Milão caiu 4,02%, Paris 3,97%, Frankfurt 3,80% Madrid 3,18% e Londres 2,63%, numa altura em que a bolsa de Nova Iorque segue em terreno negativo.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Economia

Mais Economia

Patrocinados