Equipas de salvamento a 40 metros de distância dos trabalhadores presos em túnel da Índia

17 nov, 10:26

Autoridades têm estado em contacto com os trabalhadores através de rádios

As equipas de salvamento indianas ainda estão a 40 metros de distância dos trabalhadores presos num túnel que ruiu no estado montanhoso de Uttarakhand, nos Himalaias, na Índia. 

Segundo a Reuters, que citam Devendra Singh Patwal, oficial de gestão de desastres, até ao momentos, os socorristas apenas perfuraram cerca de um terço dos escombros do túnel para chegar aos 40 homens presos há quase seis dias, tendo conseguido avançar cerca de 21 de 60 metros metros nos escombros. 
 
Apesar dos relatos que davam conta de que os trabalhadores começavam a ficar doentes, outro oficial da equipa garantiu que os homens estão bem, uma vez que têm recebido comida, medicamentos, água e oxigénio através de um tubo.

Para além disso, as autoridades têm estado em contacto com os trabalhadores através de rádios. 

Os trabalhos de resgate contam com cerca de 200 pessoas que estão a ser apoiadas por escavadoras e máquinas de perfuração. No entanto, a operação tem sofrido atrasos quer por falhas técnicas - uma máquina de perfuração avariou e teve de ser substituída - quer pela queda de detritos. 
 
O túnel de 4,5 km no estado de Uttarakhand, no norte do país, faz parte da autoestrada Char Dham, um dos projectos mais ambiciosos do governo do primeiro-ministro Narendra Modi, entre Silkyara e Dandalgaon, para ligar os dois importantes santuários hindus de Uttarkashi e Yamnotri, em Uttarakhand, um estado montanhoso que atrai muitos peregrinos e turistas. A parte desabada do túnel fica a cerca de 200 metros da entrada. 

 

Ásia

Mais Ásia

Mais Lidas

Patrocinados