VÍDEO: FC Porto bate Benfica em clássico dos «bês» com golo aos 90+3

10 jan, 18:07
Benfica B-FC Porto B (Liga)

Peglow e Tomás Esteves saltaram do banco para dar o triunfo aos dragões

O FC Porto venceu o clássico dos «bês contra o Benfica, no Seixal, graças a um golo aos 90+3. Peglow e Tomás Esteves - que não competia desde agosto - saltaram do banco para dar o triunfo aos dragões.

António Oliveira perdeu na estreia e viu a sua equipa deixar escapar a liderança isolada da II Liga - divide o primeiro lugar com o Casa Pia. Por sua vez, os azuis e brancos igualou à condição o Rio Ave o quarto posto, a seis do primeiro posto

As águias foram melhores nos minutos iniciais e poderiam, inclusive, ter chegado ao golo. Wesley, defesa dos dragões, cometeu um erro incrível e isolou Tiago Gouveia. Valeu, porém, Ricardo Silva que evitou o golo do clube da Luz. 

Tiago Gouveia, o melhor elemento do Benfica B na primeira metade, obrigou o guardião portista a nova defesa apertada ao minuto 18. Lentamente, o FC Porto B entrou no jogo e marcou na primeira grande oportunidade que criou. Gonçalo Borges aproveitou uma falha de comunicação entre Kokubo e Ganchas para marcar o terceiro golo na prova e adiantar os azuis e brancos.

O golo fez bem à equipa de Folha - ainda ausente do banco de suplentes por questões de saúde. Até ao intervalo, Léo Borges ainda tentou o golo de livre direto. Por outro lado, o Benfica B dispôs apenas de um livre direto de Duk, que saiu torto, para chegar à igualdade.

Duk não marcou a fechar a primeira metade, marcou a abrir a segunda. Na sequência de um canto de Camará, o extremo benfiquista antecipou-se ao marcador direto e cabeceou para o fundo da baliza de Ricardo Silva.
 

Tal como na primeira parte, o Benfica B entrou melhor, mas o FC Porto B não tardou a equilibrar novamente a partida. Cinco minutos após ter sofrido o empate, Gonçalo Borges - bela exibição - arrancou pela esquerda e serviu Loader que atirou com estrondo ao poste.

Entre paragens para substituições e assistência a jogadores, os portistas ameaçaram chegar novamente à vantagem. Desta feita foi Varela a obrigar Kokubo a defesa apertada. O relógio caminhava para o minuto 90 e parecia que o encontro iria terminar empatado. No entanto, aos 90+3, o Benfica B perdeu a bola a meio-campo, Tomás Esteves driblou Brito e lançou Peglow. Nóbrega entrou «à queima», foi batido pelo brasileiro do FC Porto B que, com toda a calma, fez o 2-1 final.

O resultado acaba por ser justo face ao que se passou no Seixal. 

 

Patrocinados