Hanna Maliar, ministra-adjunta da Defesa, foi demitida do governo da Ucrânia

CNN Portugal , MJC
18 set 2023, 13:15
Vice-ministra da defesa da Ucrânia, Hanna Maliar (Associated Press)

Ucrânia demitiu outros cinco ministro-adjuntos. Até agora não foram apresentadas justificações

O governo ucraniano decidiu esta segunda-feira demitir seis dos sete ministros adjuntos da Defesa, incluindo a ministra-adjunta Hanna Maliar, que frequentemente publicava atualizações sobre a guerra da Rússia contra a Ucrânia.

O secretário de Estado do Ministério da Defesa ucraniano, Konstantin Vashchenko, também foi demitido. Apenas o primeiro ministro-adjunto da Defesa, Alexander Pavlyuk, manteve o cargo. O governo não deu motivos para as demissões.

Esta demissão ocorre após após a nomeação de um novo ministro da Defesa no início deste mês. Rustem Umerov foi nomeado há menos de duas semanas para substituir Oleksii Reznikov, devidos a alegações de corrupção no seu Ministério.

De acordo com a Reuters, Maliar, uma advogada de crimes de guerra, era ministra-adjunta da Defesa desde 2021 e sa ua última atualização sobre a guerra na Ucrânia aconteceu nesta manhã de segunda-feira. Enfrentou críticas na semana passada depois de inicialmente informar que as forças ucranianas haviam recapturado às forças russas uma vila no leste do país, mas depois admitiu que o seu relatório era impreciso e que ainda havia combates a decorrer no local.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados