"As armas enviadas pelos nossos parceiros ocidentais finalmente começaram a funcionar de forma muito poderosa": Zelensky

7 jul, 11:45
Volodymyr Zelensky (Ukrainian Presidential Press Office via AP)

Em causa estão os lançadores de foguetes múltiplos recentemente enviados pelos Estados Unidos da América

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, afirmou que as armas pesadas ocidentais já estão a “funcionar de forma muito poderosa”, com a precisão necessária para atacar vários pontos fundamentais do exército russo, particularmente depósitos de armamentos russos.

“As armas enviadas pelos nossos parceiros ocidentais finalmente começaram a funcionar de forma muito poderosa. A sua precisão era algo de que precisávamos. Os nossos defensores infligiram ataques notáveis em depósitos e noutros locais de importância logística para a Rússia”, revelou o presidente ucraniano no seu habitual discurso noturno.

Em causa estão os lançadores de foguetes múltiplos recentemente enviados pelos Estados Unidos da América, o HIMARS. Estas armas permitem ao exército ucraniano atacar a longa distância e com uma enorme precisão alvos militares russos, sem que estes consigam contra-atacar. Especialistas militares preveem que estes ataques vão atrasar bastante as operações militares russas no terreno.

“Estes ataques reduzem significativamente o potencial ofensivo do exército russo. As perdas dos ocupantes vão continuar a aumentar todas as semanas, bem como a dificuldade de fornecimento”, destacou Zelensky.

O presidente ucraniano apelou ainda para que todas as pessoas comuniquem com os habitantes das regiões ocupadas para que estas saibam que o exército ucraniano vai recuperar o seu território, de forma a não se sentirem abandonadas.

“As forças ucranianas estão a avançar em várias direções táticas, particularmente no sul – na região de Kherson – e no centro, em Zaporizhzia. Não vamos desistir da nossa terra – todo o território soberano da Ucrânia será ucraniano”, disse Zelensky.

Europa

Mais Europa

Patrocinados