Trabalhadores do Jornal de Notícias e de O Jogo vão suspender contratos por falta de pagamento

ECO - Parceiro CNN Portugal , Carla Borges Ferreira
18 jan, 19:01
Protesto dos jornalistas da Global Media (Miguel A. Lopes/Lusa)

Redações do Jornal de Noticias e d'O Jogo, reunidas esta quinta-feira em plenário, decidiram ativar a suspensão dos contratos de trabalho por falta de pagamento dos salários

As redações do Jornal de Noticias e d’O Jogo, reunidas esta quinta-feira em plenário, decidiram ativar a suspensão dos contratos de trabalho por falta de pagamento dos salários. Em falta está o ordenado de dezembro e também o subsídio de Natal.

A decisão foi conhecida cerca de duas horas depois de José Paulo Fafe, presidente da comissão executiva e representante do World Opportunity Fund, que controla o grupo, ter anunciado que o fundo tinha travado a transferência para o pagamento de salários até uma decisão da ERC e também da ação de arresto colocada por Marco Galinha.

“Não podemos deixar de notar a coincidência de os dias de plenário do jornal O Jogo e Jornal de Notícias serem sempre marcados por comunicados da Comissão Executiva (CE)”, lamentaram os jornalistas do O Jogo, indicando que “desta feita, a nota foi apenas assinada por José Paulo Fafe”, mas surgiu antes na comunicação social, “apesar dos sucessivos pedidos de esclarecimento levados a cabo pelos representantes dos trabalhadores”.

“O comunicado de José Paulo Fafe deixa clara uma ideia repulsiva: não pagam porque não querem”, afirmou a redação do jornal O Jogo.

“Não cedemos a chantagens, pressões e táticas terroristas da CE ou de José Paulo Fafe, que fazem dos trabalhadores autênticos reféns e armas de arremesso”, lamentaram, indicando que “se a CE não é capaz de solucionar os problemas, que assuma isso e aja em conformidade” lembrando que “há propostas e vias de saída em cima da mesa para todos os títulos”. “A situação exige em toda a linha a abertura para uma negociação”, destacaram.

A redação do Jornal de Notícias, por sua vez, repudiou “mais um ato de terrorismo da Comissão Executiva do Global Media Group” enquanto “decorria a reunião de trabalhadores”.

Assegurou ainda que “defenderá inequivocamente – e até às últimas consequências – o Jornal de Notícias e os seus trabalhadores, tendo sempre em vista o superior interesse dos leitores, do jornalismo e da democracia”.

Os sindicatos dos Jornalistas (SJ) e dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte (SITE-Norte) apresentaram esta quarta-feira denúncia na ACT devido à falta de pagamento dos salários no Global Media Group (GMG).

Num comunicado, as estruturas sindicais disseram que foi apresentada denúncia na Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) “pela falta de pagamento dos salários de dezembro aos trabalhadores da Global Notícias”, empresa do grupo GMG que detém o Jornal de Notícias, o Diário de Notícias e o desportivo O Jogo.

Empresas

Mais Empresas

Mais Lidas

Patrocinados