Estados Unidos autorizam dose de reforço da Pfizer para jovens de 16 e 17 anos

Agência Lusa , AM
10 dez 2021, 07:09
Pfizer
Pfizer

Autorização surge após o apelo para a vacinação por causa da variante Ómicron. Jovens podem receber reforço seis meses depois da última dose

PUB

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, em inglês) aprovou quinta-feira a dose de reforço da vacina contra a covid-19 da Pfizer para os jovens de 16 e 17 anos.

A autorização surge após os Estados Unidos apelarem para que todos os adultos recebam a dose de reforço devido à nova variante da covid-19 Ómicron, detetada recentemente na África Austral.

PUB

"Embora não tenhamos todas as respostas sobre a variante Ómicron, os dados iniciais sugerem que as doses de reforço de covid-19 ajudam a expandir e fortalecer a proteção contra Ómicron e outras variantes", disse a diretor do CDC, Rochelle Walensky, em comunicado.

Este apelo de Walensky surge horas depois de ter sido dada autorização de emergência para jovens de 16 e 17 anos receberem a dose de reforço seis meses após terem sido administradas as duas doses da Pfizer.

Na quarta-feira, a farmacêutica Pfizer e a empresa biotecnológica BioNTech asseguraram que a sua vacina contra a covid-19 é eficaz para a nova variante, mas com três doses (as convencionais duas doses poderão não ser suficientes).

PUB
PUB
PUB

Cerca de 200 milhões de pessoas foram totalmente vacinadas nos Estados Unidos, representando 60,4% da população do país, de acordo com o CDC.

Os dados indicam também que 48,8 milhões (24,4% da população) receberam uma dose de reforço.

Os Estados Unidos são um dos países mais atingidos pela pandemia covid-19 com quase 800.000 mortes e 45,5 milhões de infeções.

A covid-19 é uma doença respiratória pandémica causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A pandemia da covid-19 provocou pelo menos 5.278.777 mortes em todo o mundo, entre mais de 267,22 milhões infeções, segundo o mais recente balanço da agência noticiosa AFP.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados