Caso Valentina. Supremo confirma pena de 24 anos para Sandro Bernardo e de 18 anos e 9 meses para Márcia Monteiro

7 abr, 19:08
Pai e madrasta de Valentina condenados

Pai e madrasta de criança foram considerados culpados do homicídio da criança de de nove anos

Um ano depois de terem sido condenados e apresentado recurso, Sandro Bernardo e Márcia Monteiro viram o Supremo Tribunal de Justiça confirmar a decisão da primeira instância.

Sandro Bernardo foi condenado pelo homicídio da filha de nove anos, Valentina, tal como a madrasta. No caso de Sandro Bernardo, são 22 anos pelo crime de homicídio qualificado, 18 meses pela profanação de cadáver, 9 pelo crime de abuso e simulação de sinais de perigo e 3 anos por violência doméstica. Foi condenado a 24 anos em cúmulo jurídico.

Já Márcia Monteiro foi condenada a 18 anos de prisão pelo homicídio, 18 meses pela profanação de cadáver e 9 meses pelo crime de abuso e simulação de sinais de perigo. Ficou com uma pena de 18 anos e 9 meses.

O tribunal deu como provado que em maio de 2020, em Peniche, Valentina, de nove anos, foi espancada pelo pai e foi depois deixada "no sofá", "moribunda", durante várias horas. O coletivo de juízes não teve dúvidas de que a morte de Valentina aconteceu devido às hemorragias provocadas pelas pancadas e que, apesar de não ter sido responsável pela violência física, a madrasta não impediu os atos do pai e participou no encobrimento.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados