Avião com 132 pessoas a bordo cai na China

Catarina Pereira | Cláudia Évora , Notícia atualizada às 13:36
21 mar, 08:26

China Eastern Airlines vai suspender todas as operações com os Boeing 737-800, o mesmo modelo que sofreu o acidente

Um avião que transportava 132 pessoas despenhou-se, esta segunda-feira, na China. Ainda não há confirmação oficial do número de vítimas, mas os media chineses referem que não deve haver sobreviventes.

Segundo a televisão chinesa, o aparelho trata-se de um Boeing 737 da China Eastern Airlines. A companhia aérea emitiu um comunicado a lamentar profundamente a morte dos passageiros e dos tripulantes, sem, no entanto, referir se há ou não sobreviventes.

As equipas de resgate continuam na zona montanhosa na região de Guangxi, perto da cidade de Wuzhou. Nas imagens que chegam do local, pode ver-se uma enorme coluna de fumo.

O avião MU5735 da China Eastern Airlines faria a ligação de Kunming a Guangzhou. Segundo o FlightRadar24, o voo partiu às 13:11 (5:11 em Lisboa) e emitiu sinal até às 14:22 (6:22 em Lisboa). Era suposto ter aterrado às 15:05 (7:05 em Lisboa).

Alguns meios de comunicação chineses estão a mostrar estas imagens de videovigilância como sendo do aparelho a cair a pique. No entanto, até ao momento, não foi possível confirmar a veracidade do vídeo.

Nesta imagem, é possível verificar que o avião caiu de uma altura de 29.100 pés (cerca de 8.869 metros) até ao chão no espaço de cerca de três minutos. 

Xi Jinping pede aos serviços de emergência que "identifiquem as causas" do acidente 

Durante a manhã, o presidente da China pediu aos serviços de emergência do país para "organizarem uma busca e salvamento" e "identificarem as causas do acidente", avança a agência Reuters, que cita os meus locais. 

"Depois do acidente, o presidente Xi Jinping deu de imediato instruções para se avançar com os mecanismos de emergência, organizar uma busca e salvamento e lidar devidamente com as consequências", disse a CCTV, a maior rede de televisão da China. 

A Reuters recorda que o último acidente aéreo fatal em território chinês ocorreu em 2010, quando um jato da Henan Airlines se despenhou ao aproximar-se do aeroporto de Yichun, matando 44 das 96 pessoas que iam a bordo.

Companhia aérea suspende voos dos Boeing 737-800

Em resposta ao acidente, a China Eastern Airlines vai suspender todas as operações com os Boeing 737-800, o mesmo modelo que sofreu o acidente.

A informação foi avançada pelo canal estatal chinês CCTV, que garante também que todos os aviões deste modelo atualmente no ar não irão realizar mais voos até que sejam apuradas as causas do desastre.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados