Saiba tudo sobre o Euro aqui

Angariação de fundos por Émile, o menino de dois anos que está desaparecido, é uma possível "fraude"

CNN Portugal , ARC
14 jul 2023, 20:02
Émile (Gendarmerie)

A família do menino desaparecido não está por detrás das campanhas de angariação de fundos que têm surgido

Campanhas para angariar fundos surgiram logo após o desaparecimento de Émile, o menino de dois anos que desapareceu no sábado da casa dos avós, nos Alpes franceses. A família não está envolvida na iniciativa e o Ministério Público francês alerta para o possível risco de fraude.

A informação foi avançada pelo procurador Rémy Avon, que, de acordo com a BFMTV, descobriu a existência destas campanhas online para a angariação de fundos depois de a criança ter desaparecido. A família não está por detrás da iniciativa, como conta o procurador, que o confirmou depois de se ter deslocado a Haut-Vernet esta sexta-feira.

As campanhas que se pensavam solidárias terão um fundo falso e o Ministério Público está agora a considerar a abertura de um inquérito por fraude, garantiu Rémy Avon ao órgão de comunicação francês.

Esta notícia surge um dia depois de as autoridades terem dado como terminadas as buscas no terreno por Émile. Investigaram 30 casas e edifícios, 12 veículos e entrevistaram 25 pessoas. Toda a comunidade de Haut-Vernet se mobilizou para procurar o menino ao longo dos 12 hectares de terreno, mas sem qualquer sinal dele.

Terminadas as buscas, a investigação entrou numa nova fase, na qual as autoridades se estão a concentrar na “análise do volume considerável de informação e elementos recolhidos ao longo dos últimos dias”, como explicou o procurador Rémy Avon, em comunicado.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados