Nico: «Pinto da Costa e o meu pai ficaram a falar daquela eliminatória da Champions»

20 fev, 18:12
Nico González (Jose Manuel Alvarez/Getty Images)

Médio revela momento da assinatura de contrato pelo FC Porto, que ficou marcado por velhas memórias

Nico González recordou o momento em que assinou e que ficou marcado por uma conversa entre Pinto da Costa e o seu pai, Fran, antigo craque do Desportivo da Corunha. 

«Como o meu pai estava lá, lembro-me de que estiveram a falar sobre a famosa eliminatória das meias-finais da Liga dos Campeões de 2003/04 entre o FC Porto e o Depor. O meu pai jogava lá nessa altura. O presidente e ele estiveram a falar sobre esses jogos», revelou o médio do FC Porto em entrevista à revista Dragões, em que também recordou o primeiro contacto com Sérgio Conceição: «Conheci-o no dia em que assinei pelo FC Porto, depois do jogo de pré-temporada frente ao Rayo Vallecano. Transmitiu-me muita confiança e deixou-me muito claro que há que trabalhar muito e que ia exigir o máximo de mim que é o que se está fazer. [...] Ao início, é sempre duro adaptares-te a um lugar novo. É complicado, mas vinha com muita vontade e creio que me adaptei rapidamente à exigência.»

Na entrevista, o galego de 22 anos ex-Barcelona destacou as suas referências na vida e no desporto. «No futebol, desde pequeno que o meu ídolo sempre foi o Iniesta. No Barcelona partilhei o balneário com o Busquets, que é alguém que me inspirou muito no dia a dia. No FC Porto, dentro da própria equipa, há o Pepe, uma pessoa que mudou totalmente a minha perspetiva. Dou cada vez mais importância a cuidar-me para poder continuar a desfrutar disto durante muitos anos. Além disso, o meu pai [Fran] também é uma referência para mim, pois desde pequeno que foi uma figura que me marcou muito, não apenas por ter sido futebolista e por ter ouvido coisas boas sobre ele.»

 

Patrocinados