Pela primeira vez, cerca de 60% dos pais decidiram partilhar licença parental com as mães

21 mar, 07:11
Família (Pexels)

REVISTA DE IMPRENSA || Em causa estiveram licenças parentais partilhadas de 150 dias ou de 180

Pela primeira vez, cerca de 60% dos pais decidiram partilhar as licenças parentais com as mães, avança o jornal Público, revelando que foram requeridas aproximadamente 58.600, sendo que 34.800 foram partilhados com as mães.

Apesar da partilha, os pais ficaram em exclusivo com os bebés pelo menos durante trinta dias, tal como manda a legislação.

Em causa estiveram licenças parentais partilhadas de 150 dias ou de 180. A primeira é paga a 100%, enquanto a segunda só é remunerada a 83%.

A evolução foi provocada pelas novas regras que entraram em vigor a 1 de maio do ano passado, que incentivam a partilha das licenças parentais, com base numa remuneração mais significativa.

Economia

Mais Economia

Mais Lidas

Patrocinados