“O que produzem em Portugal?” Sete respostas ao humorista Trevor Noah

23 nov, 15:56
Trevor Noah. Foto: Associated Press
Trevor Noah. Foto: Associated Press

O direito a desligar em Portugal foi notícia nos Estados Unidos da América. O anfitrião do “The Daily Show” brincou com a situação, pondo o Twitter em rebuliço. Afinal, de que produtos o mundo sentiria falta se Portugal "trabalhasse menos"?

PUB

A piada correu o Twitter a um ritmo veloz. As notícias sobre o direito a desligar em Portugal, aprovado pelos deputados portugueses no início do mês, levaram o humorista Trevor Noah, anfitrião do “The Daily Show”, a elogiar a medida - mas também a uma conclusão em tom irónico:

Se Portugal vai trabalhar menos, isso significa que vai produzir menos, e isso significa que o resto do mundo não vai receber tantos… O que produzem em Portugal? Cães de água?”, atirou, numa referência ao cão do antigo presidente norte-americano, Barack Obama.

PUB

 

Os utilizadores da rede social responderam em força, lembrando produtos como os pastéis de nata ou o vinho do Porto. Mas, para lá das grandes exportações mundiais – como automóveis, moldes ou papel – há outras mercadorias em que Portugal é um dos maiores fornecedores mundiais. Sem elas, o consumo global não seria a mesma coisa:

Cortiça: Portugal é o maior produtor e exportador mundial de cortiça. Com cerca de 100 mil toneladas anuais, representa praticamente metade da produção mundial. França e Estados Unidos da América estão entre os principais compradores.

PUB
PUB
PUB

Vinho: Portugal foi notícia por ter, em 2019, a quarta maior produção de vinho da União Europeia, com 700 milhões de litros. Na sequência dos dados do Eurostat, a associação ViniPortugal apontou o país como o nono maior exportador mundial, tendo França ou Estados Unidos da América nos principais clientes.

Azeite: Portugal é autossuficiente em azeite desde 2014. Para lá do consumo interno, tem sido possível exportar. O país é responsável por mais de 3% da produção mundial de azeite, oscilando entre o sétimo ou oitavo lugar nos principais exportadores. Para a campanha de 2021, são esperadas 150 mil toneladas. Há estudos a indicar que o peso nacional será cada vez mais relevante nos próximos anos.

Tomate: Ao longo dos últimos anos, Portugal tem-se mantido no ‘top’ 10 dos países que mais produzem tomate para indústria a nível mundial. A quase totalidade da produção nacional segue além-fronteiras, em especial para o Reino Unido, Espanha, Alemanha e Japão, que transformam depois esta matéria-prima.

PUB
PUB
PUB

Alfarroba: Portugal é o maior produtor de alfarroba do mundo, sendo que mais de metade da produção segue para fora de portas. Taco a taco com Espanha, o país tem sabido aproveitar as novas tendências para o consumo humano deste fruto, tradicionalmente associado à transformação em farinhas para a alimentação animal.

Castanha: Para este ano, é esperado que a produção de castanhas atinja as 50 mil toneladas. É um valor suficiente para consolidar o peso de Portugal como o sétimo maior produtor mundial. Itália e França estão entre os países que mais compram a Portugal.

Calçado: Portugal conseguiu alcançar, em 2019, o 19º lugar na tabela dos maiores exportadores, em volume, de calçado. Apesar da forte concorrência do mercado asiático, Portugal consegue figurar entre os 20 maiores produtores, com cerca de 76 milhões de pares. A nível europeu, só Itália e Espanha o ultrapassam.

As exportações portuguesas de bens atingiram os 53,7 mil milhões de euros no ano passado, um valor penalizado pela pandemia. Os resultados têm vindo a melhorar em 2021: no primeiro semestre, por exemplo, as vendas de bens ao estrangeiro alcançavam os 30,7 mil milhões de euros.

PUB
PUB
PUB

A 3 de novembro, os deputados portugueses aprovaram uma proposta que impede os empregadores de contactarem o trabalhador no período de descanso, exceto em “situações de força maior”. A violação desta regra representará uma contraordenação grave, arriscando uma coima até 9690 euros.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Economia

Mais Economia