Mãe de menino de seis anos que baleou professora em escola primária pode ser responsabilizada

11 jan, 10:19
Escola primária Richneck (Billy Schuerman/AP)

Criança continua num centro de detenção temporário. Polícia admite que este "não foi um tiroteio acidental"

Uma criança de seis anos feriu a professora depois de a balear no peito. O caso aconteceu na escola primária de Richneck, no estado norte-americano da Virginia, e agora pode acabar com a responsabilização da mãe.

Foi o que admitiu o chefe da polícia da cidade de Newport News, Steve Drew, que, em declarações à CNN, avançou que “é certamente uma possibilidade” que a mãe do menino possa ser responsabilizada pelo caso.

Isto porque a criança encontrou a arma utilizada em casa, escondendo-a na mochila e levando-a até à escola, acabando por provocar ferimentos que forçaram a professora a ir para o hospital, depois de uma bala ter ficado alojada no peito após ter passado pela mão. A sua condição mantém-se estável, ainda que o hospital refira que as lesões podem colocar em causa a vida da profissional.

População de Newport News faz vigília por Abigail Zwerner (Billy Schuerman/AP)

Steve Drew garantiu que a investigação ainda está em aberto, mas também disse que o histórico desta família está a ser analisado junto dos Serviços de Proteção de Menores. “Precisamos de ver com o sistema escolar se havia comportamentos existentes e juntar tudo”, referiu o polícia, acrescentando que ainda serão entrevistadas 16 ou 17 crianças que podem ser relevantes para o caso.

“No fim do dia, quanto tivermos tudo compilado, o procurador vai decidir se podem existir quaisquer acusações contra os pais”, sublinhou.

A arma utilizada tinha licença de porte e foi comprada pela mãe da criança. O menino foi imediatamente levado pelas autoridades e continua num centro de detenção temporário, enquanto está a ser avaliado no hospital. De resto, e logo após a identificação do caso, a polícia afirmou que este "não foi um tiroteio acidental".

A polícia foi alertada para o caso assim que Abigail Zwerner, a professora que tem 25 anos, foi baleada pelo aluno. Chegados ao local, os agentes verificaram que o menino estava a ser agarrado por um dos auxiliares da escola.

No local foi disparado um tiro, precisamente quando a professora estava a começar a dar a aula, não tendo havido qualquer luta ou agressão corporal antes do disparo.

A reação de Abigail Zwerner foi elogiada pelas autoridades locais, que destacaram que, apesar dos ferimentos, a professora quis garantir que todos os outros alunos conseguiam sair da sala em segurança.

“A Abby foi fiel como professora”, afirmou o autarca de Newport News, Phillip Jones.

A irmã da professora lançou de imediato uma campanha de angariação de fundos para tentar ajudar à recuperação de Abigail Zwerner. Até ao momento foram angariados mais de 120 mil dólares (cerca de 111 mil euros), estando o objetivo definido em 250 mil dólares (perto de 232 mil euros).

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados