Rubiales anuncia que não se demite da presidência da Federação

25 ago, 11:27
Luis Rubiales nas celebrações do título mundial feminino de Espanha (AP/Manu Fernandez)

Dirigente reagiu ao polémico beijo a Jennifer Hermoso

Luis Rubiales anunciou que não vai pedir a demissão da presidência da Real Federação Espanhola de Futebol.

O dirigente reagiu ao polémico beijo dado à jogadora Jennifer Hermoso após a conquista do título mundial de futebol feminino e sublinhou: «Não me vou demitir! Digam-me o que fiz? Um beijo consentido e querem-me tirar daqui? Vou lutar até ao fim.»

«Não foi um beijo, foi um beijinho. Quem vir o vídeo, perante 80 mil pessoas no estádio e milhões na televisão, perante a minha família, as minhas filhas, percebe que não houve qualquer desejo, nem posição de domínio», começou por afirmar o dirigente esta manhã num discurso diante de um auditório repleto nas instalações da Cidade Desportiva de Las Rozas, nos arredores de Madrid.

«Foi um beijo espontâneo, eufórico. Foi consentido. Esta jogadora [Jennifer Hermoso] falhou um penálti. Fomos uma família durante mais de um mês. Ela levantou-me do solo, abraçámo-nos, e disse-lhe "esquece-te do penálti, não conseguiríamos vencer este mundial sem ti". Demos um beijinho e ela despediu-se com uma palmada nas costas. Depois veio um comunicado que não entendi. É falso. É um assassinato social o que me estão a fazer», acrescentou.

Dirigente acusou ainda «as falsas feministas» e anunciou que vai processar quem o difamou, inclusivamente responsáveis políticos, que o acusaram de «assédio sexual», na sequência do caso.

Relacionados

Patrocinados