Alemanha
62'
1 - 0
Hungria

Ricardo Carvalho: «O jogador que mais me fez sofrer? Messi, sem dúvida»

26 out 2023, 17:29
Ricardo Carvalho, 44 anos: outro dos titulares, deixou de jogar em 2017 no Shanghai SIPG e, recentemente, juntou-se como adjunto à equipa técnica da seleção nacional, agora orientada por Roberto Martínez (AP/Ricardo Mazalan)

Ex-jogador viveu alguns dos clássicos mais intensos deste século quando Mourinho treinava o Real Madrid e Guardiola o Barcelona. «Os espanhóis davam-se bem porque iam à seleção, mas no campo era uma coisa diferente», recorda

Atualmente a trabalhar como adjunto de Roberto Martínez na Seleção Nacional, Ricardo Carvalho participou numa ação promocional do clássico Barcelona-Real Madrid, que se joga já neste sábado.

O ex-jogador português, que vestiu a camisola dos merengues entre 2010 e 2013, recordou a rivalidade entre os dois clubes nos tempos em que ele esteve em Espanha e os dois clubes eram treinados por José Mourinho e Pep Guardiola.

«Como eram os clássicos nessa época? Mourinho pedia-nos intensidade porque afinal é um clássico e há muita pressão. Há que jogar, desfrutá-lo, mas há que ganhá-lo. Era isso que o Mourinho nos dizia», recordou, citado pela Marca, elegendo a vitória na Taça do Rei, logo na primeira época em Madrid, como a melhor recordação de um clássico

Eram tempos em que o ambiente nos clássicos fervia com facilidade. «Os espanhóis davam-se bem quando iam à seleção, mas dentro do campo era uma coisa diferente, porque a rivalidade era grande», confirmou Ricardo Carvalho.

O ex-futebolista, campeão europeu pelo FC Porto em 2004, apontou, sem surpresas, o nome do jogador blaugrana com que mais sofreu. «Messi, sem dúvida.»

E, apostando numa vitória por 2-1 com golos de Vinicius e Rodrygo no sábado, desarmou o tema da arbitragem que tem dominado a semana em Espanha. «Se alguma vez me senti prejudicado pelos árbitros? Não. Por vezes somos beneficiados, outras vezes não. Globalmente, os grandes são mais beneficiados», concluiu

Patrocinados