Maioria das universidades do litoral não abre vagas para estudantes do ensino profissional

23 jun, 07:29
ISCTE (ISCTE)

REVISTA DE IMPRENSA 75% da oferta é assegurada por institutos politécnicos

A maioria das universidades do litoral não abre vagas para estudantes do ensino profissional, afirma o Jornal de Notícias (JN) esta quinta-feira.

O ISCTE e as Universidades do Porto e Algarve são algumas das exceções à regra. A oferta, de 506 cursos, é assegurada a 75% por institutos politécnicos.

Ao JN, o vice-reitor da Universidade de Lisboa, João Peixoto, avança que um dos motivos para a instituição não aderir ao concurso, que é voluntário, prende-se com o facto de “não ter problemas de atratividade de candidatos através das restantes formas de acesso”. No entanto, o vice-reitor não exclui “uma reavaliação da posição num futuro próximo”.

Também ao diário, mas do lado das escolas profissionais, o presidente da ANESPO, José Luís Presa, defende a necessidade de “se fazer um esforço maior em termos de divulgação e de alargar o leque das ofertas formativas”, que se considera serem “bastante restritas” e afirma que há um “certo preconceito das universidades, que não faz qualquer sentido”.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Educação

Mais Educação

Patrocinados