Diocese de Viana do Castelo suspende padre suspeito de abuso sexual de menores

23 jan, 21:08
Igreja Católica (AP Photo/Martin Meissner)

Denúncia e demais elementos já seguiram para o Ministério Público e para a Polícia Judiciária

A Diocese de Viana do Castelo suspendeu esta segunda-feira o padre André Filipe da Costa Gonçalves, sacerdote no concelho de Monção, depois de ter recebido uma denúncia de práticas sexuais abusivas que, sabe a TVI/CNN Portugal, decorreram no último ano.

André Gonçalves, padre responsável pelas paróquias de Sago, Portela, Longos Vales, Cambeses, Bela e Abedim, todas no concelho de Monção, confirmou as acusações de que foi alvo e manifestou a intenção de renunciar ao exercício do seu ministério.

Em comunicado, a Diocese de Viana do Castelo informa que já remeteu a denúncia e demais elementos ao Ministério Público, à Polícia Judiciária, bem como à comissão diocesana e à comissão independente que tem estado a investigar a prática de abusos sexuais no seio da Igreja Católica em Portugal e cujo relatório de conclusões é apresentado a 13 de fevereiro. 

Como medida adicional e preventiva, a Diocese de Viana do Castelo informa que já decretou ao suspeito a proibição do exercício público do ministério, o que na prática se traduz na suspensão do sacerdote.

No mesmo comunicado, a diocese envia uma mensagem de apoio e ''partilha do profundo sofrimento'' à vítima e à sua família, acrescentando ainda o desejo de continuar a ser ''um ambiente seguro e um espaço onde se possa dar voz ao silêncio''.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados