Covid-19 faz mais 39 mortes e 59.194 novos casos em Portugal

29 jan, 14:02
Covid-19 em Portugal Foto: AP

Números divulgados pela Direção-Geral da Saúde indicam uma redução nos internamentos em enfermaria

Portugal regista, este sábado, mais 39 mortes e 59.194 novos casos de covid-19, de acordo com a mais recente atualização do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico diário da DGS regista menos 28 pessoas internadas em enfermaria, totalizando hoje 2.292 e 153 em unidades de cuidados intensivos, mais uma nas últimas 24 horas.

Os casos ativos voltaram a aumentar nas últimas 24 horas, totalizando 591.969, mais 12.599 do que na sexta-feira, e recuperaram da doença 46.556 pessoas, o que aumenta o total nacional de recuperados para 1.954.755.

Casos ativos e contactos em vigilância continuam a ser mais de um milhão de pessoas (1.203.011).

Das 39 mortes, 17 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, oito no Norte, sete no Centro, três no Alentejo, três no Algarve e uma na Madeira.

O boletim revela ainda que do total de mortes hoje registadas 28 foram pessoas com mais de 80 anos, sete entre os 70 e os 79 anos, três entre os 60 e os 69 anos e uma entre os 40 e os 49 anos.

Comparativamente com a situação registada em Portugal no mesmo dia há um ano, o país tem hoje mais 45.994 novos casos de infeção – contabilizaram-se 13.200 novos casos em 29 de janeiro de 2021.

Nesta comparação, o número de internamentos é hoje inferior, uma vez que há um ano estavam internadas 6.627 pessoas, 806 das quais em cuidados intensivos, havendo também agora menos óbitos (no mesmo dia de 2021, o boletim da DGS contabilizava 278 mortes nas 24 horas anteriores.

O Norte é a região com mais novos casos diagnosticados nas últimas 24 horas, num total de 24.665, seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (17.263), o Centro (10.569), o Algarve (2.344), o Alentejo (1.771), os Açores (1.611) e a Madeira (981).

O maior número de óbitos desde o início da pandemia concentra-se nos idosos com mais de 80 anos (12.829), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (4.301) e entre os 60 e os 69 anos (1.828).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a região de Lisboa e Vale do Tejo registou 946.730 casos e 8.357 mortes.

Na região Norte registaram-se 984.876 infeções e 6.028 óbitos e a região Centro tem agora um total acumulado de 357.832 infeções e 3.481 mortes.

O Algarve totaliza 98.383 contágios e 627 óbitos e o Alentejo soma 84.904 casos e 1.122 mortos por covid-19.

A Região Autónoma da Madeira soma desde o início da pandemia 62.684 infeções e 155 mortes e o arquipélago dos Açores 31.142 casos e 57 óbitos.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.827 pessoas, 10.431 homens e 9.396 mulheres.

Já foram contabilizados 2.566.551 casos de infeção, dos quais 1.202.272 homens, 1.361.873 mulheres e 2.406 casos de sexo que se encontra sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

A covid-19 provocou mais de 5,63 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A nova variante Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados