Emigração ilegal, exploração sexual e branqueamento de capitais. Três detidos no Algarve e em Setúbal em operação internacional

Agência Lusa , CF
24 jun, 14:54
Crime

A 'Operação Cláudia' foi realizada em colaboração com as autoridades francesas e espanholas e resultou na detenção de dois homens e uma mulher

Três pessoas foram detidas no Algarve e em Setúbal, numa operação sob a égide da Europol para desmantelar uma rede criminosa dedicada aos crimes de auxilio à emigração ilegal, exploração sexual e branqueamento de capitais, anunciou a Polícia Judiciária.

Segundo a PJ, as detenções ocorreram no âmbito de uma operação realizada em concertação com as autoridades de França e Espanha, países onde foram igualmente, e em simultâneo, efetuadas buscas e detenções.

Os detidos - dois homens e uma mulher - ficaram em prisão preventiva e, além das detenções, foram apreendidos em território nacional duas viaturas e cerca de 12.000 euros em dinheiro, indica a PJ, em comunicado.

A 'Operação Cláudia' decorreu no passado dia 20, segundo a nota da PJ, que informa que em Portugal foram cumpridos quatro mandados de busca domiciliária e de três mandados de detenção europeus.

Os cidadãos detidos nas regiões de Setúbal e Algarve são estrangeiros, acrescenta o comunicado.

“A investigação encontra-se a cargo das Autoridades Judiciárias francesas, e contou com a cooperação judiciária, em território nacional, do Departamento Central de Investigação e Ação Penal”, refere.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados