Sargento-mor da GNR detido por posse ilegal de armas. Mulher denunciou-o por violência doméstica

2 jun, 11:37

Vítima pediu ajuda através de uma estrutura de apoio às vítimas de violência doméstica

Um militar da GNR na reserva, de 69 anos, foi detido pela Polícia de Segurança Pública, por posse ilegal de armas, depois da mulher, de 60 anos, o ter denunciado em contexto de violência doméstica.

Segundo a vítima, o marido, um sargento-mor da GNR já reformado, ameaçava agredi-la com o arsenal que tinha em casa.

No decorrer da diligência, a PSP apreendeu três facas de guerrilha, cinco bastões, dois deles extensíveis.

A vítima pediu ajuda no 'Espaço Júlia' RIAV, Resposta Integrada de Apoio à Vítima, criado para apoiar vítimas de violência doméstica e que funciona junto ao Hospital dos Capuchos, em Lisboa.

O suspeito vai ser hoje presente a primeiro interrogatório judicial. 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados