Metade dos desempregados no 3.º trimestre continuava sem emprego no 4. trimestre de 2023

Agência Lusa , Isabel Patrício
14 fev, 12:43
Desemprego

Os dados divulgados esta quarta-feira indicam também que do total de trabalhadores por conta de outrem que, no terceiro trimestre, tinham um contrato de trabalho com termo ou outro tipo de contrato, 20,6% passaram a ter um contrato sem termo no quarto trimestre

Metade dos desempregados no terceiro trimestre de 2023 continuava sem emprego no último trimestre, tendo quase 25% encontrado trabalho, divulgou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo as estatísticas de fluxos entre estados do mercado de trabalho, do total de pessoas desempregadas no terceiro trimestre, 51,9% continuavam desempregadas no quarto trimestre (169,4 mil), 24,5% passaram a ter emprego (80,0 mil) e 23,5% passaram para a inatividade (76,8 mil).

Já do total de pessoas que estavam empregadas no terceiro trimestre, 95,6% (4.795,2 mil) permaneceram nesse estado no quarto trimestre, enquanto 1,8% passaram para o desemprego (90,9 mil) e 2,6% para a inatividade (129,4 mil).

O INE diz que o resultado é que o fluxo líquido do emprego (total de entradas menos o total de saídas) entre trimestres foi negativo em 35 mil pessoas, enquanto o fluxo líquido do desemprego foi positivo em 28,5 mil pessoas. Assim, o total de pessoas que transitaram para o desemprego (185,2 mil) foi superior ao total das que saíram desse estado (156,8 mil).

Por sexo, estima o INE que 20,3% dos homens desempregados (30,2 mil) e 28,1% das mulheres desempregadas (49,8 mil) no terceiro trimestre transitaram para o emprego no último trimestre. No mesmo período, 22,6% dos homens (33,7 mil) e 24,3% das mulheres (43,1 mil) no desemprego passaram à inatividade.

Ainda do terceiro para o quarto trimestre de 2023, 30,3% dos desempregados de curta duração (62,3 mil) e 14,9% dos inativos pertencentes à “força de trabalho potencial” (22,1 mil) transitaram para o emprego.

No mesmo perídodo passaram para um trabalho por conta de outrem 11,3% das pessoas que tinham um trabalho por conta própria (79,2 mil) e 22,1% das pessoas que se encontravam desempregadas (72,0 mil).

Os dados divulgados esta quarta-feira indicam também que do total de trabalhadores por conta de outrem que, no terceiro trimestre, tinham um contrato de trabalho com termo ou outro tipo de contrato, 20,6% passaram a ter um contrato sem termo no quarto trimestre (155,1 mil).

Ainda do número de pessoas que, no terceiro trimestre de 2023, tinham um emprego a tempo parcial, 20,7% passaram a trabalhar a tempo completo no quarto trimestre (84,8 mil).

Já comparando 2023 com 2022, o INE indica que do total de pessoas que estavam desempregadas em 2022, 36,0% (114,8 mil) permaneceram nesse estado em 2023, enquanto 41,0% passaram a ter emprego (130,7 mil) e 23,1% passaram para a inatividade (73,6 mil).

Relacionados

Empresas

Mais Empresas

Mais Lidas

Patrocinados