Apenas seis municípios viram subir o número de crianças residentes na última década

20 dez 2022, 07:26
Mulher e bebé

Este contraciclo, refere o jornal, é explicado em parte pelas migrações: 13,6% do total de nascimentos foi de mães estrangeiras

Nos últimos dez anos, apenas seis municípios do país viram o número de crianças entre os 0 e os 14 anos aumentar, informa o Jornal de Notícias esta terça-feira.

Os concelhos são os de Vila do Bispo, com um aumento de 19,3% da população desta faixa etária, Aljezur (+15,87%), Vila Velha de Ródão (+10,27%), Montijo (+5,96%), Odivelas (+1,55) e Madalena (+0,46%). No entanto, apenas os três primeiros municípios viram o peso desta faixa etária aumentar no total da população residente.

Este contraciclo, refere o jornal, é explicado em parte pelas migrações: 13,6% do total de nascimentos foi de mães estrangeiras. Em Aljezur, esse número atingiu mesmo os 58,7%, enquanto em Vila do Bispo se situou nos 41,1%.

“A única forma que temos de não perder tanta população é tendo saldos migratórios positivos, essencialmente de tipo laboral, porque vai contribuir para reforçar as idades centrais, férteis, refletindo-se nos nascimentos, contribuindo para que a população mais jovem não diminua ou até aumente”, explica ao diário a demógrafa Maria João Valente Rosa. “Até 2040 (…) vamos continuar a envelhecer, mas os movimentos migratórios podem atenuar a intensidade”.

Um outro dado relevante citado pelo jornal é de que, dos 10 concelhos com mais jovens entre os 0 e os 14 anos, sete estão na Área Metropolitana de Lisboa.

País

Mais País

Patrocinados