Pelo menos 12 mortos em movimento de pânico em santuário na Índia

Agência Lusa
1 jan, 09:03
Índia
Índia

Autoridades admitem que número de vítimas pode aumentar. Há ainda registo de 13 pessoas feridas

PUB

Pelo menos 12 pessoas morreram hoje e 13 ficaram feridas num movimento de pânico, no acesso a um santuário no estado indiano de Caxemira, disseram as autoridades.

"Pelo menos 12 morreram e 13 ficaram feridos", disse um responsável, que pediu o anonimato, à agência de notícias France-Presse.

PUB

"O balanço poderá agravar-se pois a estrada que leva ao santuário, situado no topo de uma colina, está apinhada de fiéis, que tentam chegar ao topo, por ocasião das tradicionais orações de Ano Novo", acrescentou.

Mata Vaishno Devi é um dos santuários hindus mais frequentados no norte da Índia e todos os dias recebe dezenas de milhares de pessoas que vão orar.

Um outro responsável encarregado da gestão de catástrofes confirmou o número de mortos, e precisou que o movimento de pânico ocorreu perto das 02:45 (21:15 de sexta-feira em Lisboa).

O Governo pediu a abertura de um inquérito sobre o incidente no santuário Mata Vaishno Devi", declarou.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, declarou estar "extremamente entristecido pela perda de vidas humanas", acrescentando estar em contacto com as autoridades locais.

PUB
PUB
PUB

Modi enviou também as "condolências às famílias enlutadas" e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados