Depois de Boris: seis guias para o futuro

7 jul, 12:57
Parlamento britânico (Jessica Taylor via AP)

Boris Johnson demitiu-se. Isto é o que se segue no Reino Unido

Boris Johnson decidiu demitir-se da liderança do Partido Conservador e, consequentemente, do cargo de primeiro-ministro. Depois de uma crescente pressão por parte da opinião pública e de 61 demissões no seu partido, Boris cai

1. A renúncia de Boris Johnson pressupõe a obrigatoriedade de eleições?
Não. Começa o processo do Partido Conservador para a escolha de um novo líder do partido. Os primeiros-ministros do Reino Unido não são eleitos diretamente pelo povo. Johnson é primeiro-ministro porque é o chefe do maior partido da Câmara dos Comuns. Os conservadores ainda serão o maior partido mesmo que Johnson renuncie ou seja demitido. O próximo líder partido vai tornar-se primeiro-ministro.

2. Como é escolhido o líder do Partido Conservador?
Candidatos à liderança precisam do apoio de pelo menos oito legisladores do partido. Se houver mais de dois candidatos, os legisladores do partido conservador realizam várias rodadas de votação para reduzir o número de candidatos à liderança para dois. Em seguida, os membros do partido conservador votam em todo o país, mesmo pelo correio, entre os dois finalistas. O vencedor torna-se líder do partido – e, consequentemente, primeiro-ministro.

3. Quem é o primeiro-ministro durante todo este processo?
Por enquanto é Boris Johnson, que quer permanecer no poder até o seu partido escolher o sucessor. Resta saber se os conservadores vão aceitar que assim seja ou precipitar já a queda de Boris e apontar um sucessor no Governo de forma interina. 

4. Se Boris Johnson se recusar a sair, pode ser expulso por um voto de desconfiança dos legisladores do Partido Conservador?
De acordo com as regras do Partido Conservador, não. Boris Johnson sobreviveu a um voto de confiança a 6 de junho, o que significa que não pode enfrentar outro voto de confiança por um ano. Mas os legisladores que se querem livrar dele levantaram a possibilidade de mudar as regras.

5. O novo primeiro-ministro tem de pedir uma nova eleição?
Não. O Reino Unido tem programada a eleição geral até dezembro de 2024. O novo primeiro-ministro pode optar por pedir ao Parlamento que vote por uma eleição antecipada, mas não é obrigado a fazê-lo.

6. Quanto tempo pode este processo demorar?
A duração deste processo varia, dependendo do número de pessoas que avançam com candidaturas. Depois da demissão de David Cameron, Theresa May foi nomeada líder do partido em menos de três semanas, com os restantes candidatos a desistirem durante a candidatura. Quando chegou a vez de Boris Johnson defrontar o antigo secretário de Estado da Saúde Jeremy Hunt para substituir Theresa May, a campanha durou dois meses.

Governo

Mais Governo

Patrocinados