Schmidt: «Talvez tenhamos de mudar um pouco a abordagem»

David Marques , Benfica Campus, Seixal
30 set, 12:25

Treinador do Benfica diz ainda não ter um plano para as próximas seis semanas, bastante exigentes

A pouca rotação no onze inicial foi um apanágio do Benfica de Roger Schmidt no primeiro mês e meio de temporada.

A fórmula até deu resultados, com os encarnados a vencerem todos os 13 jogos oficiais realizados até à data, mas o técnico das águias não descarta mudá-la no próximo ciclo bastante intenso até à paragem para o Mundial do Qatar.

«Talvez tenhamos de mudar um pouco a abordagem, mas não tenho a certeza. Veremos. Não há propriamente um plano para as próximas seis semanas ou para os próximos 12 jogos. Nas últimas semanas tentámos sempre encontrar a melhor abordagem para cada jogo. Não fizemos muita rotação no onze, mas durante os jogos sempre precisámos de fazer substituições e há uma grande diferente quando um jogador faz 90 minutos ou 70. Para a recuperação, sobretudo quando há dois jogos por semana, há uma grande diferença. Tentámos gerir a carga sobre os jogadores fazendo essas substituições durante o jogo em vez de deixá-los fora do onze. Os jogadores estavam habituados uns aos outros, estiveram muito bem nos jogos no início da época e confirmaram depois com boas exibições e uma boa ligação uns com os outros. Por isso é que optei por deixar estes jogadores no onze inicial. Veremos se a abordagem será a mesma. Talvez mudemos um pouco mais, ou talvez não. Dependerá da condição dos jogadores e da forma como eles jogarem», disse na conferência de imprensa de antevisão ao V. Guimarães-Benfica.

Schmidt foi depois questionado se é nas próximas semanas que o Benfica - que jogará com PSG, FC Porto e novamente com a Juventus - vai provar até onde pode chegar esta época. Para o técnico germânico, as águias já mostraram capacidade em jogos de exigência elevada, mas isso não basta, tal como não bastará estar bem em outubro e em novembro. «Já jogámos contra equipas boas. Também tivemos pressão nos jogos do play-off da Liga dos Campeões e já mostrámos que podemos jogar bom futebol, aguentar a pressão e há que confirmá-lo semanalmente e não apenas nas próximas seis semanas até ao Mundial. Se queremos conquistar algo especial, temos de mostrá-lo durante toda a época. Mas neste momento estamos completamente focados no Vitória. Não faz sentido olhar mais para a frente para os jogos da Liga dos Campeões ou para outros jogos. Temos de estar completamente concentrado no jogo de amanhã e temos de provar em toda a época que podemos jogar ao mais alto nível», concluiu.

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados