'Rede britânica' de tráfico de cocaína estabelecida na Bélgica vai a julgamento

Agência Lusa , AM
22 mar 2023, 22:51
Sala de audiências

Julgamento deverá ocorrer nos próximos meses no Tribunal Criminal de Antuérpia

Uma rede com 22 pessoas, incluindo 12 britânicos, que alegadamente traficavam cocaína através do porto de Antuérpia, na Bélgica, e usavam alojamentos locais para armazenar a droga, vai ser levada a julgamento, anunciou hoje a procuradoria da cidade flamenga.

O julgamento deverá ocorrer nos próximos meses no Tribunal Criminal de Antuérpia, segundo a mesma fonte.

A rede de tráfico foi alvo de uma primeira repressão da polícia belga no final de 2021, e usava alojamentos alugados através das plataformas como Airbnb ou Booking.com como locais de armazenamento, informou a procuradoria em comunicado.

O Ministério Público de Antuérpia anunciou, em 28 de novembro de 2021, a descoberta de aproximadamente 580 quilos de cocaína numa casa na localidade de Kalmthout, próximo da fronteira com a Holanda.

Seis homens de nacionalidade britânica, originários de Londres, foram então presos.

A investigação conseguiu estabelecer que esta rede importava, através do porto de Antuérpia, "grandes carregamentos de cocaína", observou a promotoria sem mais detalhes, e houve 15 outras prisões em 2022.

Agora, foram levados a tribunal 22 suspeitos, com idades entre os 21 e os 54 anos, segundo a mesma fonte, dos quais 12 britânicos, oito belgas, um holandês e um surinamês.

Em 2022, a alfândega belga intercetou quase 110 toneladas de cocaína no porto de Antuérpia, um novo recorde.

A Bélgica e a vizinha Holanda são as principais portas de entrada na Europa para a cocaína vinda da América do Sul.

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados