47 milhões de comprimidos de anfetaminas escondidos em farinha. Arábia Saudita faz apreensão recorde

CNN , Mostafa Salem
1 set, 22:22
Anfetaminas na Arábia Saudita

Cerca de 47 milhões de comprimidos de anfetaminas escondidos num carregamento de farinha foram apreendidos pelas autoridades da Arábia Saudita.

As autoridades da Arábia Saudita confiscaram 47 milhões de comprimidos de anfetaminas escondidos num carregamento de farinha, numa operação descrita como sendo a maior tentativa isolada de contrabando de droga em termos de narcóticos apreendidos.

As pílulas foram confiscadas num armazém após a sua chegada através do porto seco da capital, Riade, disse o Ministério do Interior saudita num comunicado na quarta-feira.

Oito pessoas foram detidas por suspeita de contrabando de drogas, segundo um porta-voz da Direcção Geral de Controlo de Estupefacientes (GDNC).

O ministério disse que a apreensão foi a maior tentativa isolada de contrabando de droga em termos de narcóticos apreendidos. Getty Images

O GDNC saudita localizou o carregamento e fez uma rusga ao armazém, prendendo seis sírios e dois paquistaneses por suspeita de contrabando da droga. "Os suspeitos foram detidos e enfrentaram medidas legais e foram encaminhados para o Ministério Público", afirma a declaração.

O GDNC não nomeou a droga apreendida nem identificou de onde ela chegou.

As autoridades prenderam oito pessoas sob suspeita de contrabando de droga.

O Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC) afirmou anteriormente que "os relatórios de apreensões de anfetaminas de países do Médio Oriente continuam a referir-se predominantemente a comprimidos com o logótipo Captagon".

Captagon era originalmente o nome de marca de um medicamento contendo o estimulante sintético fenethylline. Embora já não seja produzido legalmente, as drogas com o nome Captagon são regularmente apreendidas no Médio Oriente, de acordo com o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência.

Os comprimidos Captagon contrafeitos contêm anfetaminas, bem como outros produtos químicos, de acordo com o UNODC.

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados