Novos ataques no Iraque e Síria contra bases com tropas dos Estados Unidos

Agência Lusa , RL
5 jan, 20:25
Rockets [Reuters]

Ataques inserem-se numa série de ações iniciadas na segunda-feira, o aniversário do ataque aéreo norte-americano com drone que há dois anos assassinou em Bagdade o general Qassim Soleimani

Duas bases militares que albergam tropas norte-americanas no Iraque foram esta quarta-feira alvo de um ataque com ‘rockets’ enquanto na Síria outra base com membros da coligação liderada pelos EUA também foi atingida, informaram fontes militares.

Não foram registados ferimentos nos três ataques, que se inserem numa série de ações iniciadas na segunda-feira, o aniversário do ataque aéreo norte-americano com drone que há dois anos assassinou em Bagdade o general Qassim Soleimani, um alto responsável militar iraniano, e o seu adjunto iraquiano Abou Mehdi al-Mouhandis.

No Iraque, os projéteis caíram hoje a dois quilómetros da base aérea de Ain al-Assad, no deserto da província de Al-Anbar (oeste), segundo um responsável da coligação que falou sob anonimato. Um outro ataque foi registado em Bagdade, capital iraquiana.

Em Al-Anbar “não houve prejuízos nem vítimas, foram [disparos de] rockets”, acrescentou. “Observámos cinco tiros, que caíram fora” da base.

Na terça-feira, esta instalação militar foi alvo de uma tentativa fracassada de ataque por dois drones armados, que foram abatidos sem provocar vítimas, segundo um responsável da coligação.

Na segunda-feira, os militares norte-americanos tinham já abatido dois drones armados no perímetro do aeroporto internacional de Bagdade, num centro diplomático norte-americano onde estão normalmente estacionadas tropas da coligação.

Já no leste da Síria, diversos disparos atingiram hoje uma base controlada pelas Forças Democráticas sírias, apoiadas pelos EUA, com a coligação a referir-se a danos pouco avultados.

Nos últimos meses, foram registados dezenas de disparos de ‘rockets’ ou ataques com drones armadilhados dirigidos contra tropas e interesses norte-americanos no Iraque.

Estas ações nunca foram reivindicadas, mas são geralmente atribuídas pelos norte-americanos às fações iraquianas pró-Irão que continuam a exigir a retirada de todas as tropas dos EUA estacionadas no Iraque no âmbito da coligação liderada por Washington.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados