Três polícias vão a julgamento pelas agressões a Cláudia Simões

20 jun, 15:24
Cláudia Simões

Caso ocorreu em janeiro de 2020 e vídeo foi amplamente divulgado nas redes sociais

Os três polícias envolvidos nas agressões a Cláudia Simões, após uma confusão num autocarro da Vimeca, na Amadora, em janeiro de 2020, vão a julgamento, segundo decidiu a juíza de instrução do Tribunal da Amadora, esta segunda-feira. A notícia foi avançada pelo jornal Público e confirmada pela TVI/CNN Portugal.

A juíza confirmou ainda o arquivamento do inquérito movido pelo polícia contra Cláudia Simões, em relação aos supostos crimes de resistência e coacção sobre funcionário e ofensas à integridade física, considerando que não havia provas que os sustentassem.

Em janeiro de 2020, um motorista da Vimeca denunciou a passageira Cláudia Simões à polícia, porque a filha não tinha bilhete para o autocarro.

Cláudia Simões queixa-se de ter sido agredida na rua pelo agente Carlos Canha, acusado pelo Ministério Público de três crimes de ofensa à integridade física qualificada, três de sequestro agravado, um de abuso de poder e outro injúria agravada, num momento que foi filmado e partilhado nas redes sociais. As agressões terão continuado já no carro da PSP, daí outros dois polícias estarem também acusados de abuso de poder.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados