Meta de eficiência energética para 2023 superada em quase 160%

Agência Lusa , AM
22 dez 2023, 11:05
Carregadores de telemóvel

Adene apontou ainda que a potência instalada por tecnologia fotovoltaica na Rede Nacional de Transportes de Eletricidade se situa a 3,4% da meta traçada até ao final do ano 2023

Portugal superou em 159,6% a meta de eficiência energética para 2023, com uma redução de 21,7% no consumo de gás em novembro, face à média histórica dos últimos cinco períodos homólogos, informou esta sexta-feira a Adene.

De acordo com o 15.º relatório do Plano de Poupança de Energia 2022-2023, publicado pela Adene - Agência para a Energia, a diminuição no consumo de gás “fez-se sentir fortemente na vertente de consumo convencional, com uma redução de 23,1%, ao passo que na componente de consumo devido à produção de energia através das centrais termoelétricas foi verificada uma diminuição de 19,5%”.

No setor dos centros comerciais, o consumo de gás natural e de energia elétrica também registou reduções significativas, de 39,7% e 12,9%, respetivamente, e o consumo de água diminuiu 2,2%.

No período entre agosto de 2022 e outubro de 2023, o consumo global de gás tinha também registado uma redução de 20.8%, face à média histórica dos últimos cinco períodos homólogos.

A Adene apontou ainda que a potência instalada por tecnologia fotovoltaica na Rede Nacional de Transportes de Eletricidade (RNT) se situa a 3,4% da meta traçada até ao final do ano 2023, enquanto as medidas implementadas no âmbito dos avisos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) se encontram a 41,2% do objetivo.

Negócios

Mais Negócios

Patrocinados