Retaliação dos EUA é "medida sensível" mas tem de ser "rápida e eficaz" para não "afetar a imagem interna de Biden"

Com carreira militar iniciada em 1983 na Escola Prática de Cavalaria, o tenente-general Marco Serronha é vice-presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, tendo especialização militar no continente africano.
31 jan, 10:53

O tenente-general Marco Serronha analisa a promessa de retaliação dos EUA face ao ataque que vitimou três soldados. "A resposta terá de ser rápida, eficaz e atingir o objetivo - o sinal de que os EUA respondem e fazer crer ao Irão que não pode continuar com os seus proxys", diz.

O comentador garante ainda que o Médio Oriente está "numa linha muito ténue, que a qualquer altura pode descarrilar".

Comentadores

Mais Comentadores

Mais Vistos

Patrocinados