Primeiro negou o ataque a Odessa, depois admitiu-o. Rússia "já não consegue enganar ninguém"

24 jul, 13:12

O ataque ao porto de Odessa, depois de assinado o acordo para a exportação de cereais, deixou a Ucrânia a apelar ao mundo que não confie nas palavras de Moscovo. A Rússia admitiu o ataque, depois de o negar, mas fala agora num bombardeamento de alta precisão contra alvos militares.  

Europa

Mais Europa

Patrocinados