"Precisamos de mais 1000 guardas no mínimo face ao novo horário que nos foi imposto", alerta guarda prisional em greve

22 fev, 11:28

Os guardas prisionais estão em greve esta quinta-feira. A paralisação total de 24 horas foi convocada pelo Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional.

No topo da lista de reivindicações, para além da valorização da carreira e da aprovação do sistema de avaliação, Paulo Fernandes, delegado sindical do Estabelecimento Prisional de Lisboa, disse à CNN Portugal que os recursos humanos são escassos - "precisamos de mais 1000 guardas no mínimo face ao novo horário que nos foi imposto, e para termos condições de segurança no trabalho - ninguém nos tem ouvido".

País

Mais País

Patrocinados