Perderam braços ou pernas mas voltaram à linha da frente para combater a Rússia

11 abr, 23:53

Numa altura em que muitos ucranianos evitam ser mobilizados para a linha da frente, outros não conseguem ficar na retaguarda. São soldados que perderam braços ou pernas nos combates, ultrapassaram meses de recuperação e decidiram regressar à frente da batalha.

Europa

Mais Europa

Patrocinados