“Os riscos são significativos, mas consideramos que temos as condições mínimas e aceitamos os riscos mesmo que sejam altos”

1 set, 06:40

 

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica, falou esta manhã com os jornalistas e não escondeu o receio na deslocação da sua equipa à central nuclear de Zaporizhzhia. 

 

“Os riscos são significativos, mas consideramos que temos as condições mínimas e aceitamos os riscos mesmo que sejam altos”, disse  Rafael Rossi, em declarações aos jornalistas, que continuou: “Acreditamos que temos de continuar com isto, temos uma muito importante missão para cumprir”.

Rafael Grossi reconheceu que é necessário “perceber qual o ponto de segurança da central” e que, para tal, a AIEA vai “fazer uma consultoria com o staff que lá está”.

Europa

Mais Europa

Patrocinados