"Nos primeiros dias não houve nenhuma ajuda para a Ucrânia". Médico ucraniano conta como foi ver o país ser invadido

5 jun, 10:48

Andryi Krystopchuk, médico ucraniano, conta como ficou "paralisado" quando a guerra começou. Em Portugal, Krystopchuk iniciou o trabalho de ajuda humanitária para reunir material hospitalar para enviar para a Ucrânia

Europa

Mais Europa

Patrocinados