"Morrer na Ucrânia limpa os pecados", afirma o patriarca russo

26 set, 21:20

O patriarca da igreja ortodoxa russa fez hoje uma surpreendente e dramática afirmação pública. Ao dirigir-se aos soldados reservistas que estão a ser mobilizados, o patriarca Cirilo invocou o princípio de uma guerra santa, algo que ainda não tinha acontecido. O patriarca diz que o sacrifício de participar na guerra é recompensado com a absolvição de todos os pecados.

Mas há muitos que só pensam em fugir. Na fronteira com a Geórgia, as filas de carros e pessoas são de vários quilómetros e o tempo de espera é de 48 horas. E há outros sinais da grande perturbação que se instalou na sociedade russa, com o decreto de Putin. Já foram detidas mais de duas mil pessoas, em protestos por todo o país.

Europa

Mais Europa

Patrocinados