Julgamento de João Carreira: família não acredita que o jovem cometesse massacre na Faculdade

28 out, 15:11

A família de João Carreira, o suspeito de orquestrar um ataque terrorista na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, disse em tribunal que não acredita que ele fosse capaz de cometer o ataque. 

A mãe disse ao juiz que o filho não gostava de ver sangue e o avô, em lágrimas, respondeu que o neto "até tinha medo de pegar num canivete". 

Por outro lado, um psiquiatra forense prestou declarações enquanto testemunha para confirmar que o arguido não deve ser considerado inimputável. 

País

Mais País

Mais Vistos

Patrocinados