Guerra está a encaminhar-se para "um conflito de longa duração, com baixa, mas contínua violência"

22 jun, 09:06

O presidente dos Estados Unidos disse que a guerra na Ucrânia vai ser "um jogo de paciência" que vai pôr em causa a capacidade de resistência dos russos, mas também da Europa. 

Por esta e outras razões, a aliança militar deve ser um dos principais temas que vai ser discutido na Cimeira da NATO marcada para a próxima semana.

Tiago Ferreira Lopes, especialista em Relações Internacionais, também acredita que a guerra na Ucrânia se está a "encaminhar para a ideia de um conflito de longa duração (...) com baixa insurgência e baixa violência, mas contínua". 

Do ponto de vista da NATO, defende que o apoio tem de continuar a ser do ponto de vista material, mas, referiu, vai ser cada vez mais complicado justificar à opinião pública "os investimentos massivos que têm sido feitos com a Ucrânia". 

Para além disso, a Aliança Atlântica tem outros dois desafios: a integração da Suécia e da Finlândia. 

Europa

Mais Europa

Patrocinados