Enquanto EUA proíbem venda de chips à China, Japão decide parar de exigir disquetes

2 set, 06:51

A Nvidia e a AMD anunciaram que estão proibidas de vender chips para produtos de inteligência artificial à China. O Departamento do Comércio dos EUA está a rever as políticas e práticas relacionadas com a China para “manter as tecnologias avançadas longe das mãos erradas”, uma vez que há o risco de estes semicondutores de última geração, que aceleram a inteligência das marcas, possam ser usados a nível militar.

Já no Japão há uma outra notícia relacionada com tecnologia que está a marcar o dia, conta Filipe Santos Costa, correspondente da CNN Portugal na Ásia. Ministro da Digitalização do Japão decretou o fim da exigência de disquetes, dispositivos para o armazenamento de dados muito usados nos anos 80 e 90. Há cerca de 1.900 procedimentos que os cidadãos japoneses e as empresas japonesas com o Estado em que são obrigados a usar disquetes.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados