“É preciso evitar que a extrema-direita tenha uma maioria absoluta”. A reação de Gabriel Attal, o aliado de Macron e derrotado na primeira volta

30 jun, 21:48

Gabriel Attal, atual primeiro-ministro de França e candidato do Renascimento para esse mesmo cargo, ao centro, aliado de Emmanuel Macron, deixou uma palavra de agradecimento aos franceses que confiaram na coligação. “Temos apenas um objetivo: fazer ganhar os nossos valores, fazer ganhar França”, diz. Perante o projeto “funesto” da extrema-direita, deixou um apelo aos eleitores, porque “é o nosso dever moral” evitar “que aconteça o pior”. Gabriel Attal diz-se disposto a desistir em favor de quem defenda a República: “esta é a escolha da responsabilidade, da honra”.

Europa

Mais Europa

Patrocinados