Cândido de Oliveira não foi só treinador e jornalista. O filme em estreia nos cinemas revela "o espião que veio do futebol"

9 mai, 12:24

"A vida do Cândido dá para mais três filmes", garante Jorge Paixão da Costa enquanto fala, com entusiasmo, da história verídica do antigo selecionador nacional enquanto espião durante a 2ª Guerra Mundial. Numa viagem aos anos 40 do século XX, o realizador reencontra-se com Tomás Alves que considera "excelente" e a quem só impôs a condição de ganhar peso. O ator aceitou o desafio e engordou 12 quilos. "Nem sabia quem era o Cândido de Oliveira", confessa. "Já tinha ouvido falar da Taça de Portugal, mas não associava a ninguém." Agora, o Cinema associa o homem do futebol e um dos fundadores do jornal A Bola ao combate dos Aliados, em solo nacional, à ameaça nazi.

Cinema

Mais Cinema

Mais Vistos

Patrocinados