"A esquerda está amarrada a cálculos eleitorais", afirma Renata Cambra

18 jan, 22:33

Cabeça de lista por Lisboa do Movimento Alternativa Socialista (MAS) critica o Bloco de Esquerda e o PCP, que acusa de terem perdido a "combatividade no Parlamento por causa da dependência que têm das subvenções do Estado".

Renata Cambra, que afirma que "toda a vida foi precária, assim como toda a geração considerada a mais bem preparada deste país", vinca diferenças com estes dois partidos, designadamente no que diz respeito à defesa da recuperação do tempo de serviço dos professores e à oposição da exploração de lítio em Portugal.

O MAS concorre pela primeira vez aos 22 círculos eleitorais e considera a habitação uma prioridade. O partido propõe que as rendas não possam ir além de 30% dos salários.

Em declarações à Agência Lusa, Renata Cambra explica que, se conseguir assento parlamentar, o MAS não irá aceitar a subvenção a que terá direito para manter a sua "independência financeira".

VEJA MAIS:

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados