Estados Unidos vendem material militar no valor de 405 milhões de euros a Taiwan

Agência Lusa , AG
30 jun, 06:56
Taiwan (Marinha dos Estados Unidos viza AP)

Objetivo é ajudar a ilha a "manter uma capacidade defensiva credível"

Os Estados Unidos anunciaram na quinta-feira a venda de 440 milhões de dólares (405 milhões de euros) de equipamento militar a Taiwan, no âmbito do apoio dado à ilha reivindicada pela China.

A venda não vem alargar a gama de armamento norte-americano fornecido a Taiwan, mas surge numa altura em que Washington e Pequim tentam estabilizar as relações, que passam por um momento de tensão.

Numa comunicação ao Congresso dos EUA, o Departamento de Estado anunciou a venda a Taiwan de munições para armas de calibre 30 mm no valor de 332,2 milhões de dólares (305 milhões de euros) e de peças de substituição para armas e veículos militares no valor de 108 milhões de dólares (99,3 milhões de euros).

Estas vendas vão ajudar Taiwan a "manter uma capacidade defensiva credível", mas "não vão alterar o equilíbrio militar de base na região", explicou o Departamento de Estado.

O Congresso norte-americano pode recusar esta venda de armamento, embora seja improvável que isso venha a acontecer numa altura em que a maioria dos parlamentares está a pressionar os EUA para aumentarem o apoio militar a Taiwan face à China.

Há muito que os Estados Unidos vendem armas a Taiwan, apesar de diplomaticamente reconhecerem apenas a China, que considera a ilha parte do território chinês e não exclui a possibilidade de a recuperar, se necessário pela força.

Relacionados

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados