"Rainha da Ásia" pode ser a maior safira de sempre e valer 89 milhões de euros

14 dez 2021, 11:05

Sri Lanka é conhecido como a capital das safiras, sendo a joalharia uma das grandes fontes de rendimento

PUB

As autoridades do Sri Lanka colocaram em exposição uma safira gigante. Desde domingo que vários visitantes têm chegado à cidade de Horana para se maravilharem com a pedra, que pesa 310 quilos, e que é uma das maiores safiras já encontradas.

Ainda não é oficial, mas os especialistas admitem que esta pode mesmo ser a maior safira a ser encontrada de forma intacta. Certo é que o tamanho e a cor deslumbrantes já lhe valeram a alcunha de "Rainha da Ásia".

PUB

Os gemólogos locais que examinaram a pedra preciosa confirmam que esta é uma das maiores safiras encontradas, mas a raridade ainda espera a certificação de organizações internacionais. A Autoridade de Joalharia e Pedras Preciosas do Sri Lanka (NGJA, na sigla original) diz mesmo que se pode tratar de uma rocha ainda não catalogada.

"De acordo com o nosso conhecimento, esta pedra é efetivamente rara e pode ainda nem ter sido registada na literatura geológica", afirma aquela entidade, que fez vários testes em cinco amostras retiradas da pedra, e que se apercebeu que se tratava de uma safira assim que removeu a camada exterior.

PUB
PUB
PUB

Antes dos visitantes poderem entrar no local, um grupo de monges budistas abençoou a pedra, cantando para a safira horas antes da exposição abrir.

A safira foi encontrada na região de Ratnapura, uma zona conhecida pelo minério precioso, e na qual também já havia sido encontrada outra safira gigante.

O diretor do Instituto Gemológico de Ratnapura (organismo que é o dono legal da pedra), Shanka Ruwanditha, afirmou à Associated Press que as autoridades locais estão agora a tentar determinar um preço para a pedra. O objetivo, indicou, será tentar vender o objeto num leilão que vai decorrer no Dubai a 20 de janeiro.

De acordo com o EconomyNext, uma oferta de um milhão de dólares (cerca de 890 mil euros) já foi recusada, e Shanka Ruwanditha terá estimado o valor da safira em 100 milhões de dólares (perto de 89 milhões de euros).

De resto, Ratnapura é conhecida como a capital das pedras preciosas do Sri Lanka, o que acabou por gerar uma grande indústria de compra e exportação de safiras e outras pedras similares. A NGJA classifica mesmo o Sri Lanka como sendo a capital mundial das safiras.

PUB
PUB
PUB

Os dados do setor revelam que, só em 2020, foram gerados ganhos de cerca de 500 milhões de dólares (perto de 443 milhões de euros), entre diamantes e outras pedras preciosas.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados