Artur Jorge: «Também acredito que um dia o Sp. Braga possa ganhar a Liga»

27 jan, 23:53

Conferência de imprensa do treinador do Sp. Braga depois da conquista da Taça da Liga

Artur Jorge, treinador do Sp. Braga, em conferência de imprensa, depois da vitória sobre o Estoril na final da Taça da Liga, no desempate por penáltis (5-4), depois de um empate 1-1 no final do tempo regulamentar:

Parabéns, é o seu primeiro título como treinador do Sp. Braga, quais as primeiras sensações?

- Não é importante que seja o meu primeiro título, importante é possa ser este o terceiro título na Taça da Liga para o Sp. Braga. O importante é que hoje quisemos ganhar este troféu de uma forma sofrida também, o momento dos penaltis é sempre um momento de tensão e amargura para todos nós. Felizmente saímos daqui uns justos vencedores, dentro daquilo que era o nosso objetivo e naquilo que tínhamos em mente para conseguirmos hoje conquistar este troféu.

Passou por momentos difíceis nos últimos jogos com os grandes, mas hoje vimos o Artur com lágrimas no relvado. O que é que este troféu vale para si e para o Sp. Braga?

- Nesta altura a emoção significa isso, ganhar um troféu, ganhar o primeiro título em disputa em Portugal e desvalorizar o ciclo dos jogos com o Benfica, Porto e Sporting, isso está completamente ultrapassado. Nesta altura é um título que nos pode alavancar para a segunda metade da época. A questão do ciclo é sempre muito redutora. Conquistámos este troféu hoje, depois de vitórias sobre o Sporting, depois também vencemos o Famalicão, num curto espaço de tempo. Foi muito c omplicado para nós. Satisfeitos pela vitória, orgulhoso por fazer parte e por poder contribuir para a história do clube.

O presidente António Salvador disse que um dia que o Sp. Braga vai ser campeão. Há um prazo, uma timeline para esse objetivo ser alcançado?

- Não, não existe timeline nenhum. Sei é que vou contribuir sempre com o meu melhor. Também acredito, como o presidente, que um dia o Sp, Braga possa ganhar a Liga, mas hoje temos de estar contentes por termos ganho a Taça da Liga.

Fez 52 anos há poucos dias, tem quase 40 de Braga, como é que viveu pessoalmente este título?

- Sinto-me muito, muito orgulhoso, emocionado também, mas é necessário controlar essas emoções. É um título importante para mim, faz materializar aquilo que é o meu trabalho, a minha constante dedicação ao Sp. Braga e poder contribuir para aquilo que é a história do clube que se faz com conquistas, títulos e troféus.

Também foi importante termos aqui dois jovens treinadores a disputar um título fora da esfera dos três grandes?

- Já não sou assim tão jovem, mas tem de facto uma importância muito grande. Termos aqui um Braga-Estoril é importante para valorização do jogo, dos treinadores e de toda a nossa Liga. Sabemos que é uma Taça da Liga, mas é o primeiro título da nossa época desportiva. O desempenho e a performance que temos traz uma valorização da equipa vencedora, mas também da outra equipa.

Relacionados

Patrocinados