Australiano e a cadela sobreviveram meses no mar a beber água da chuva e a comer peixe cru

TVI , MSM
17 jul, 16:02

Tim Shaddock e Bella tiveram sorte, mas também "perícia" e "atitude mental muito positiva"

Esta é uma história de sobrevivência, que mistura "sorte" e "perícia". Tim Shaddock e a cadela Bella sobreviveram três meses no mar, a beber água da chuva e a comer peixe cru. O australiano está "estável e muito bem", disse o seu médico ao 9News.

   Uma viagem entre o México e a Polinésia Francesa acabou por ser mais atribulada do que Tim Shaddock esperava. Algumas semanas depois de zarpar de La Paz, o barco foi atingido por uma tempestade e ficou danificado.

Seguiu-se um jogo de paciência, em que Shaddock e Bella esperaram dia após dia pelo resgate. Esse dia chegou quando um helicóptero, que acompanhava uma traineira de atum, avistou o barco à deriva.

Quando foi resgatado, o australiano estava magro, mas parecia saudável. E manteve sempre o bom humor.

"Passei por uma provação muito difícil no mar", disse Shaddock ao 9News, acrescentando: "Estou só a precisar de descanso e de boa comida, porque estive sozinho no mar durante muito tempo. Fora isso, estou muito bem de saúde."

Bella, a sua companheira de viagem, também estava bem. E a sua companhia "pode ter feito a diferença", aponta Mike Tipton, especialista em sobrevivência no mar, ao Weekend Today.

Tim Shaddock (imagem 9News)
Tim Shaddock (imagem 9News)

Segundo o perito, esta história é "uma combinação de sorte e perícia", porque implicava saber, como Tim Shaddock sabia, "que durante o calor do dia, precisamos de nos proteger, porque a última coisa que queremos, quando estamos em perigo de ficarmos desidratados, é suar".

Há também que "ter um plano". "Racionar a água e comida é realmente o segredo de longas viagens de sobrevivência", diz Mike Tipton.

Mas ter conhecimentos e seguir um plano pode não chegar. "É preciso ter uma atitude mental muito positiva para superar esse tipo de provação e não desistir", lembra Mike Tipton, que não deixa de observar que "as chances de alguém ser encontrado são muito pequenas". Daí existir o elemento sorte nesta história.

O regresso à normalidade pode levar alguns meses, uma vez que Shaddock voltará lentamente à sua dieta normal.
 

Relacionados

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados