Portugal atento a descarga mistério de pellets na costa da Galiza e das Astúrias. O caso até pode ter começado a 75 km de Viana do Castelo

9 jan, 16:39
Autoridades espanholas recolhem pellets em praia das Astúrias (Paco Paredes/EPA)

Autoridade Marítima Nacional está a preparar plano de ação, que envolve várias entidades, para remover os objetos caso cheguem à costa portuguesa

Espanha decidiu subir o nível de alerta na costa da Galiza e das Astúrias por ter sido detetada uma "inundação" de pellets - microplásticos no mar. Ao todo são 25 mil quilos, mas tudo indica não serem tóxicos. Foi ativado o plano territorial de contingência por contaminação acidental.

As autoridades portuguesas estão, neste momento, a seguir de perto o caso que se pode tornar problemático. "A Autoridade Marítima Nacional está a monitorizar a situação de forma a verificar se os pellets chegam à costa portuguesa", adiantou fonte daquela autoridade à CNN Portugal, explicando que há equipas a patrulhar a costa portuguesa e uma análise permanente das condições do mar e meteorológicas. No entanto, a mesma fonte adianta que, neste momento, as correntes e os ventos estão favoráveis a Portugal, no sentido de serem propensos a afastar os microplásticos da nossa costa.

Mas perante a ameaça, as autoridades nacionais decidiram avançar com a preparação de um plano de ação para o caso de os pellets serem arrastados até ao país. "Estamos a ver o plano de resposta para a eventual remoção dos objetos. Plano este que envolve várias entidades como as autarquias", revela aquela fonte oficial da Autoridade Marítima Nacional.

Por outro lado, as autoridades não descartam a possibilidade de a descarga destes milhares de pellets ter começado num episódio que ocorreu há um mês ao largo da costa de Viana do Castelo, mais propriamente a 75 quilómetros, ou seja, a 40 milhas náuticas. Segundo explicou aquela fonte da Autoridade Marítima Nacional à CNN Portugal, no dia 8 de dezembro, as autoridades marítimas portuguesas foram alertadas para um incidente num navio que ali deixou cair ao mar seis contentores que transportava.

A embarcação, com bandeira da Libéria, tinha saído de Algeciras, em Espanha. Portugal enviou ao local uma patrulha para analisar a situação, mas não se conseguiu avistar sequer os contentores. "São muito difíceis de ver e podem ter até caído ao fundo do mar", explica ainda aquela fonte, contando que foi dado o alerta deste episódio a várias entidades. "Não sabemos se tem algo que ver com o que sucedeu em Espanha com estes pellets", acrescenta.

Mais Lidas

Patrocinados